Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar a família ganha vaquinha - TV Tudo
Início » Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar a família ganha vaquinha

Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar a família ganha vaquinha

por TV Tudo

Através de um relato emocionante compartilhado em suas redes sociais, Anaê Tenderini apresentou ao mundo a história do Gabriel, um adolescente de 16 anos que vende jujubas em Natal (RN) para ajudar sua família.

O sonho de Gabriel é ser um jogador de futebol. Enquanto isso, ele estuda o oitavo ano do ensino fundamental, mas passa a maior parte do dia tentando vender seus doces, cuja renda vai toda para os pais, que estão desempregados e sustentam como podem ele e seus quatro irmãos fazendo bicos.

Ao descobrir a história desse guerreiro, criamos uma vaquinha na VOAA para tornar realidade o sonho de Gabriel e para que ele nunca mais passe por episódios de humilhação nas ruas apenas por tentar ajudar sua família. Você pode fazer uma doação clicando aqui!

Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar família ganha vaquinhaFoto: Arquivo pessoal

“Gabriel estava sentado numa mesa da praça de alimentação tomando sorvete e com uma caixa de jujubas em cima da mesa. Tinha um segurança colado do lado dele, falando alguma coisa baixinho. Aquilo já estava me deixando agoniada”, contou Anaê em seu relato.

O jovem apressou o ritmo das colheradas e levantou. “Ele então passou por mim e perguntou com a voz bem baixa se queria comprar uma. Comprei e ele seguiu. Outro homem chegou perto do segurança, eles cochicharam e foram atrás do menino. No impulso, levantei, fui atrás dele e perguntei se ele queria sentar pra lanchar. Ele estranhou, mas aceitou“.

Graças à atitude dela, o segurança se afastou. “Gabriel então me explicou que fazia tempo que não entrava lá porque da última vez rasgaram a camisa dele e tiraram os chinelos antes de expulsá-lo. Naquele dia, resolveu tentar de novo”.

Quem vê o adolescente de 16 anos, acha que ele tem 12 ou 13, devido à feição e físico infantil. Ele mora no bairro Planalto, em Natal (RN), está no penúltimo ano do ensino fundamental e mora com os pais e 4 irmãos, três deles caçulas.

A mãe está desempregada e, como os bicos de faxina não são suficientes, ele vende jujuba depois da escola e nos finais de semana. “Ele disse que também pede comida e fraldas no Atacadão pra levar pra os irmãos. Do lanche ele só comeu o sanduíche e perguntou se podia levar a batata frita pra casa“, contou Anaê.

“Gabriel tem um sonho: ser jogador de futebol. Perguntei se tinha algum outro sonho também. Ele pensou e disse que não. Eu disse que pra ser jogador tinha que ser muito bom. A resposta dele foi: ‘eu SOU muito bom. Já joguei em vários lugares, o último foi a Fábrica de Craques na Redinha. E lá eu fui chamado pra fazer um teste no Rio de Janeiro. Mas eu não tive dinheiro pra ir. Depois disso, nunca mais joguei’.”

“Não sei se Gabriel é bom como disse, mas confiei que sim. Perguntei se podia tirar uma foto dele e tentar alguém que ajudasse com esse sonho e ele consentiu. Gabriel olha nos olhos da gente ao falar e o olhar dele é bom. O coração também parece ser“, completou a mulher.

Com sua ajuda, podemos transformar a realidade do Gabriel e de toda a sua família.

Situação da família

Gabriel mora em uma casa do programa de habitação popular da capital potiguar que está em péssimo estado. De acordo com sua família, ainda falta pagar mais de 70 prestações do imóvel.

Após um encontro com Anaê em um shopping center, sua história correu o Brasil. Como vimos em seu relato, ela ficou muito incomodada pelos seguranças estarem seguindo o adolescente e o chamou para comer um lanche e conversar para entender melhor sua vida.

​“Eu sei que não posso vender no shopping, várias vezes seguranças já me tiraram, algumas pessoas me tratam mal, mas é lá também que consigo vender mais para ajudar minha família”, contou Gabriel. 🥺️

​Seus pais estão desempregados há um bom tempo e fazem bicos para tirar algum sustento.

Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar família ganha vaquinha
Foto: Arquivo pessoal

A mãe, Ana Paula, 35 anos, faz bicos como faxineira e vende artesanatos com canetas, laços de cabelo, tiaras… Seu sonho é conseguir montar seu próprio negócio.

Já o pai, João, 41 anos, faz bicos de tudo que aparece junto com o filho mais velho de 18 anos, como pintura, ajudante de pedreiro e eletricista.

Apesar de todo o esforço da família, faz 2 anos que as prestações do apartamento estão atrasadas. O que entra no mês, por volta de R$ 800, é gasto com alimentação, uma prioridade, e mesmo assim com o preço que tudo está, às vezes eles ainda passam necessidades.

Gabriel já deixou até de ir para escola por falta de dinheiro para pagar condução.

Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar família ganha vaquinha
Foto: Arquivo pessoal

Post de Anaê despertou uma onda de mobilização para o vendedor de jujubas

Depois da repercussão da postagem, ele conseguiu uma vaga para treinar no ABC, seu time local do coração, mantendo vivo seu sonho de jogar futebol profissionalmente.

No entanto, nós queremos transformar a vida de Gabriel para que ele consiga correr atrás dos seus sonhos e não precise ser humilhado nas ruas por estar vendendo jujuba para ajudar sua família.

Adolescente do RN humilhado por vender jujubas para ajudar família ganha vaquinha
Foto: Arquivo pessoal

Com o valor arrecadado da vaquinha, iremos quitar o apartamento da família (a parcela é baixa, R$ 82 por mês), e também montar o negócio de artesanato tão sonhado por sua mãe, para que consigam ter renda e quitar contas de água e luz que também estão em atraso.

 

 

Via: Razões Para Acreditar

Relacionado