China realiza testes para clonar porcos por meio da Inteligência Artificial - TV Tudo
Início » China realiza testes para clonar porcos por meio da Inteligência Artificial

China realiza testes para clonar porcos por meio da Inteligência Artificial

por TV Tudo

Uma experiência realizada por pesquisadores da empresa de biotecnologia Clonorgan em parceria com a Universidade de Nankai, ambas na China, obteve bons resultados na utilização da Inteligência Artificial (IA) em um procedimento de clonagem de porcos. De acordo com os testes realizados pela Clonorgan, o uso de robôs movidos pela IA elevou a taxa de sucesso para 27,5%, superando consideravelmente os 10% conquistados pelas mãos humanas.

Inovação reduz erros

Como a clonagem consiste em um processo altamente delicado, muitas vezes a manipulação humana acaba influenciando em erros que encerram a formação do embrião.

Na Universidade de Nankai, por exemplo, a cada dez células manipuladas, apenas uma consegue se transformar em uma vida nova.

De acordo com os testes realizados pela Clonorgan, o uso de robôs movidos a IA elevou a taxa de sucesso para 27,5%. A explicação é simples: robôs erram menos e são mais bem-sucedidos na manipulação das células.

De olho nos porcos

Caso a pesquisa tenha mais resultados positivos, provavelmente a utilização da IA na clonagem de animais estará direcionada a aumentar o número de porcos na China.

Trata-se de uma alternativa com foco no mercado interno, tendo em vista que os chineses são os que mais consomem carne suína no mundo e ainda dependem da importação de outros países, como dos Estados Unidos.

Segundo os pesquisadores, a clonagem em larga escala de animais de excelente genética pode permitir uma melhor produção e com menos doenças.

Além de se tornar autossuficiente, a China ainda poderia exportar a carne suína, tendo um ganho substancial no mercado.

No entanto, os testes ainda estão em fase inicial e terão muitos desafios pela frente, como dilemas éticos e críticas por parte de vários setores da sociedade mundial.

 

 

Via: Uol 

 

Relacionado