Programa de telemedicina UPA On-line vai atender até 18 mil pessoas em Londrina - TV Tudo
Início » Programa de telemedicina UPA On-line vai atender até 18 mil pessoas em Londrina

Programa de telemedicina UPA On-line vai atender até 18 mil pessoas em Londrina

Serviço virtual garante o atendimento remoto por profissionais de saúde 24 horas, todos os dias, e está disponível a partir desta quarta (15) pelo whatsApp (21) 9 7299-4203

por TV Tudo

Com o objetivo de ampliar as opções para assistência em saúde, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lançou, nesta quarta-feira (15), o Programa UPA On-line. Esse serviço virtual prestará atendimento médico e de enfermagem para os londrinenses, sem sair de casa, 24 horas por dia, evitando filas e aglomerações.

Foto: Emerson Dias/NCom

Trata-se de um projeto piloto que será testado na cidade por 30 dias, e foi viabilizado mediante parceria firmada pela Prefeitura com a Near Telemedicina, empresa prestadora de serviço de gestão e assistência à saúde. A plataforma deverá realizar até 600 atendimentos por dia, 18 mil em um mês. Atualmente, as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Londrina registram, em média, de 12 a 15 mil atendimentos por mês.

O lançamento do Programa UPA On-line ocorreu no gabinete do prefeito Marcelo Belinati, que estava acompanhado do secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, do presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, e o chefe de Gabinete da Prefeitura, Moacir Sgarioni. Da Near Telemedicina, participaram o médico e gestor Ricardo Cabral, o diretor e advogado Diniz Raposo e Silva, e a diretora de Operações, Amanda Tameirão.

A UPA On-line é um serviço que atende de forma remota, por meio de uma plataforma on-line disponível 24 horas, de forma ininterrupta. Esse atendimento on-line inclui o cadastro do usuário, acolhimento e triagem. Se necessário, pode ser feito o encaminhamento para teleconsulta emergencial ou agendamento de atendimento (virtual ou presencial) com médico clínico-geral ou profissional de saúde.

A partir de hoje (15), o serviço estará aberto para toda a população de Londrina, que poderá procurar o atendimento por qualquer tipo de sintoma. O acesso dever ser feito pelo número de WhatsApp (21) 9 7299-4203. O atendimento virtual será realizado por profissionais de saúde fornecidos pela empresa, devidamente habilitados em seus respectivos conselhos de classe, utilizando protocolos clínicos baseados em evidência científica e sem custos para o Município.

Foto: Emerson Dias/NCom

Para o prefeito Marcelo Belinati, a UPA On-line será uma forma eficiente de diminuir o tempo de espera nas unidades físicas, especialmente para pacientes com casos de menor gravidade. Além disso, o usuário terá o conforto de realizar a consulta virtual em seu lar, economizando nos gastos de transporte ou deslocamento.

“Quando o paciente chega na UPA ele passa por uma triagem, que vai dizer o nível de gravidade do problema que ele tem. Os níveis maiores, ou seja, os casos mais graves, são atendidos de forma rápida, antes dos casos menos graves. E esses casos menos graves é que estaremos tratando aqui. Até o atestado médico, caso esse paciente precise, será dado on-line; o remédio, se precisar, também será prescrito online. E, se o médico decidir que é preciso uma avaliação mais aprofundada ou algum exame, o paciente será encaminhado até a UPA que estiver mais próxima ou com menor tempo de espera”, frisou o prefeito.

Marcelo comentou que, nos últimos dois anos, a estrutura da telemedicina passou a contar com novas ferramentas e foi de grande ajuda para evitar deslocamentos e aglomerações desnecessárias. “A telemedicina, na pandemia, salvou muitas vidas e teve um avanço muito grande. Creio, até, que no início as pessoas tivessem uma certa restrição, mas a pandemia já mudou essa realidade. Também sabemos que a Near já presta esse serviço para os maiores convênios médicos do Brasil, ou seja, tudo que vocês ofertam nos convênios particulares será ofertado também para a comunidade de Londrina atendida pelo SUS. Deixo a vocês a minha palavra de gratidão por essa trazer essa oportunidade a nossa cidade”, comentou.

Foto: Emerson Dias/NCom

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, adiantou que, após os 30 dias de teste, o Município irá avaliar a efetividade no serviço público municipal, com relação à adesão e resolutividade. “A partir de hoje, o cidadão londrinense já tem acesso a essa ferramenta, com acesso muito fácil e simplificado, que poderá desafogar os atendimentos presenciais, principalmente de casos mais leves e simples e que são mais de 70% da nossa demanda diária em unidades de Pronto Atendimento. Ao longo dos 30 dias, vamos monitorar a execução desse projeto piloto, analisar os indicadores e, a partir daí, tomar uma decisão quanto à sua continuidade”, explicou.

Na UPA Centro-Oeste, localizada na Avenida Leste Oeste, foi implementada uma área para pacientes que têm quadros de menor complexidade e podem ser atendidos pela UPA On-line. “Pensando nas situações de pessoas com dificuldade em acesso à internet, colocamos na UPA Centro-Oeste um espaço para o cidadão que chegar e optar por esse atendimento virtual. Ali, ele terá orientação dos nossos servidores e acesso rápido a essa ferramenta. A pandemia nos trouxe algumas necessidades, e a telemedicina foi uma grande parceira nesse processo, ainda mais quando observamos aumento substancial de procura em toda rede de saúde. Tivemos uma ótima adesão na telemedicina que implementamos pela Prefeitura, e com certeza esse foi um motivador para ampliarmos essa boa experiência aos serviços de urgência e emergência”, acrescentou Machado.

A parceria com a Near Telemedicina foi viabilizada pela participação da empresa no Edital de Chamamento Público nº 002/2018, do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel). Voltada às áreas de inovação e tecnologia, essa ação oferece às startups a oportunidade de implementar seus projetos na administração municipal, por meio de convênios estabelecidos com a Prefeitura.

Foto: Emerson Dias/NCom

O presidente da Codel, Bruno Ubiratan, agradeceu aos diretores da Near por proporem a aplicação da telemedicina em grande escala na rede municipal de saúde. “Parabenizo o prefeito Marcelo, idealizador desse chamamento de ideias inovadoras e um grande apoiador do edital de Soluções Inovadoras. Agradeço ainda o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, que participou dessa implementação e deu toda celeridade para que a Near pudesse aplicar seu serviço em nossa cidade. Fiquei impressionado com o número de pessoas que serão atendidas pela UPA On-line. É uma ideia extremamente produtiva que, assim como outros parceiros que tivemos, certamente será um case para aplicação em outros locais, a nível nacional”, disse.

Foto: Emerson Dias/NCom

Como utilizar – Durante o lançamento da UPA On-line, o diretor de Urgência e Emergência em Saúde da SMS, Cleiton José Santana, simulou um primeiro atendimento na plataforma virtual.

Santana destacou que os mesmos pacientes atendidos nas UPAs terão acesso à UPA On-line, ou seja, toda população londrinense a partir dos 12 anos. “É um serviço direcionado a adultos e idosos, seja ocorrência clínica ou de trauma. Recomendamos aos pacientes com queixas como dores crônicas, dor de garganta ou de cabeça, vomito e diarreia sem sinais de desidratação, fraturas antigas, ou seja, situações que não são tão graves. E os atendimentos das crianças permanecem presenciais, no Pronto Atendimento Infantil (PAI)”, detalhou.

Primeiro, o usuário deve abrir o aplicativo WhatsApp e enviar uma mensagem para o (21) 9 7299-4203. Inicialmente, o cidadão será atendido por uma inteligência artificial, que irá coletar as informações pessoais do usuário. Caso seja o primeiro contato, serão solicitados para cadastro dados pessoais como CPF, nome completo, endereço e data de nascimento.

Na sequência, o usuário será transferido para atendimento com a equipe de Enfermagem, que irá questionar o paciente sobre quais sintomas ele apresenta. Se tiver dificuldade ou restrições para digitar, ele poderá enviar mensagens em áudio. A plataforma também oferece intérpretes em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), basta o usuário enviar uma mensagem solicitando o serviço.

Feita a triagem, deve ocorrer um dos três desfechos seguintes: o paciente receberá a orientação do enfermeiro para seu autocuidado; ou será transferido para uma teleconsulta por videochamada com médico (generalista ou de Família e Comunidade). Neste caso, o profissional poderá prescrever receitas de medicamentos ou atestados de afastamento, de acordo com a necessidade do paciente.

Foto: Emerson Dias/NCom

Pode ocorrer ainda o direcionamento para atendimento presencial em unidade de saúde referenciada pelo Município. E, em caso de encaminhamento, o paciente irá receber cópia do prontuário para apresentar na unidade. “O maior número de pessoas que procuram as unidades de urgência, no Brasil inteiro, é de pacientes de baixa gravidade, que poderiam ser atendidos em um ambiente clínico de menor complexidade. A nossa ideia, ao promover o atendimento online, é que esses pacientes permaneçam onde estão, no conforto de suas casas, e sejam devidamente atendidos pelo sistema de saúde”, afirmou o médico Ricardo Cabral, gestor da Near.

Todos os atendimentos são feitos com base nas referências oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS), e registrados em prontuário clínico.

Texto: Dayane Albuquerque e Juliana Gonçalves

 

Via: Assessoria PML

Relacionado